A história do hidromel

A história do hidromel

A história do hidromel: Não sou um especialista em história, mas li quase tudo o que há para ler sobre o hidromel e a sua história. A melhor fonte para isso é Ken Schramm. Em seu livro “The Complete Mead Maker”, há um bom capítulo sobre a história do hidromel e ele entra em muitos detalhes.

O hidromel tem uma história muito rica: se você colher o mel de uma colmeia, principalmente no início da temporada, quando houver bastante água no mel, o mel não será preservado. Portanto, ele começará a fermentar, leveduras selvagens irão começar a fermentar o mel e transformar seus açúcares em álcool.

De onde vem o hidromel?

Há muitas evidências que remontam de 10.000 a 12.000 anos, em alguns lugares da África e também da China, onde encontraram pedaços de cerâmica com grãos e pólen. O que sugere que as pessoas fermentam mel há milhares de anos.

Todo mundo sempre argumenta sobre qual é a bebida mais antiga do mundo, e todo mundo argumenta que é cerveja, vinho ou hidromel, mas provavelmente é uma mistura de tudo, eles eram menos dogmáticos sobre o que estavam fermentando naquela época, desde que fermentasse e fizesse você bêbado!

Então, avançando um pouco pela história, ela surge novamente em todo o mundo em muitas culturas e formas, você encontra indícios na Mesopotâmia, onde eles bebiam um álcool à base de mel.

Várias culturas tinham o seu hidromel

Olhando um pouco mais adiante com os gregos e os romanos, eles estavam usando mel para adoçar o vinho, potencialmente apenas para aumentar o sabor e encobrir um pouco da aspereza, mas há evidências de que eles produziam um vinho bastante razoável, mas eles pode ter usado mel para adoçar e apimentar talvez os vinhos mais baratos. Também há muitas evidências para provar que a domesticação de abelhas começou especificamente para a produção de mel para adoçar os vinhos.

E o Reino Unido na história do hidromel?

Há uma história realmente rica de hidromel no Reino Unido. Portanto, se você olhar para a cultura celta e avançar um pouco para a cultura anglo-saxônica, o hidromel surgirá bastante. O texto clássico é Beowulf, que fica em um salão de hidromel onde todos ficam sentados à noite, bebendo bastante hidromel e esperando o monstro chegar. O hidromel tem um lugar real nessa cultura, e meio que continua até a conquista normanda de 1066.

E porque hidromel perdeu popularidade?

O ponto crucial foi quando os normandos chegaram na Inglaterra em 1066, a conquistaram e substituíram a aristocracia local pela deles. Eles trouxeram suas próprias tradições de álcool, que eram principalmente sidra e perada, vinhos de frutas e vinhos de uvas. Então, quando as pessoas ricas da sociedade estão bebendo algo bem diferente, isso se infiltra na sociedade e marginaliza o hidromel como uma espécie de coisa mais baixa, mais rural do país, em oposição a uma bebida urbana de elite.

Além disso, você tem o advento de outras bebidas. Então até o século 14 o lúpulo não era usado na cerveja. Portanto, antes disso a cerveja tinha apenas um prazo de validade de 2 a 3 dias antes de começar a ficar ruim. Após a introdução do lúpulo, que foi introduzido principalmente como conservante em vez de aromatizante, (considerando que hoje sabemos que existem lúpulos para o sabor).

Mudanças com as novas técnicas de produção

O lúpulo é um conservante maciço e tem um efeito antibacteriano maciço, o que significa que a cerveja dura muito mais tempo, mais ou menos 6 ou 7 dias. Isso significa que o produto é muito mais economicamente viável e mais barato de produzir.

Paralelamente, o comércio começava a avançar muito mais, eles traziam vinhos de lugares como Espanha e França e a tecnologia começou a mantê-los por mais tempo. Então, finalmente, você teve o advento dos destilados. Então, foi quando a destilação começou a acontecer e começamos a obter a primeira evidência de uísque escocês e esse tipo de coisa. Portanto, em última análise, é um efeito cumulativo de coisas diferentes deslocando o hidromel, pois as outras são mais baratas e, acho, mais fáceis de fazer.

O que está acontecendo hoje com o hidromel, o que realmente o trouxe de volta à popularidade?

É uma pergunta interessante, as pessoas sempre me perguntam se é por causa de Game of Thrones e eu duvido muito. O hidromel tem tido um renascimento nos últimos 10 a 20 anos e tudo começou nos EUA, onde existem mais de 500 hidromelarias por todo o país. Há muito mais cena lá, então potencialmente há mais do que na Europa ou no Reino Unido. Certamente o advento da cerveja artesanal e da busca pela melhor cerveja fez com que as pessoas procurassem novos produtos, bem trabalhados e com um verdadeiro senso de comprovação. E o hidromel se encaixa em todas essas condições. Você pode realmente ter uma sensação de terroir e habilidade de um hidromel realmente bom.

Tendência de crescimento

Assim como na cerveja ou no vinho, isso é bastante emocionante para uma proporção significativa de pessoas que estão procurando algo novo e emocionante para beber. Portanto, o setor de hidromel certamente está crescendo. Foi declarada a categoria que mais cresce nos EUA em 2017 e eu esperaria o mesmo nos próximos anos e é um momento realmente emocionante para todo o setor.

Autor: Ted Epsom

Tradução: Alexandre A. Peligrini

Fonte: https://www.gosnells.co.uk/blogs/news/the-history-of-mead

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *