Uma nova era de hidromel!

Uma nova era de hidromel!

Uma nova era de hidromel começou! A bebida alcoólica mais antiga conhecida pela humanidade, antecedendo a cerveja e o vinho voltou a cena. Ao longo da história, tem-se a reputação de prolongar a vida, aumentar a fertilidade e conferir força. Também conhecido como “vinho de mel”, a história do hidromel é tão rica quanto seu sabor, e os consumidores modernos e experientes que buscam novas sensações gustativas, que são saudáveis ​​e ecologicamente corretos, despertaram um novo interesse nessa bebida.

Lição de história do hidromel

Enquanto houver abelhas e mel, haverá hidromel. Em sua forma básica, hidromel é simplesmente mel misturado com água e fermento. Os historiadores acreditam que os seres humanos foram introduzidos a esta bebida intoxicante durante a Idade da Pedra, quando, por acaso, o fermento selvagem no ar se estabeleceu no mel que foi molhado pela chuva, fermentando assim a mistura. A bebida foi então replicada ao longo dos tempos e culturas do mundo.

O status abobadado de hidromel era de fato generalizado e duradouro. Os gregos chamavam de “néctar dos deuses” e afirmavam que ele conferia virilidade. Na Idade Média, os anglo-saxões estavam convencidos de que isso induzia a criatividade.

Remanescentes da mitologia do hidromel sobrevivem até hoje. O termo “lua de mel” vem da antiga prática de usar recém-casados ​​com hidromel por um mês após o casamento para garantir a fertilidade e a progênie masculina.

Da mesma forma, a palavra “medicina” é derivada do termo para hidromel condimentado – Metheglin. Embora a popularidade do hidromel tenha diminuído e diminuído após a Idade Média, atualmente está experimentando um renascimento.

Momento atual

Hidromeis de alta qualidade estão sendo produzidos em lojas em todo o Canadá, e vários ganharam aclamação internacional, incluindo alguns magníficos hidromeis de British Columbia.

“É empolgante ver os hidromeis fazendo tanto barulho”, diz Emily Vanderschee, co-proprietária da Hidromelaria Meadow Vista de Kelowna. “Temos aqui o mel mais incrível, com lindas notas frutadas e leveza que vem das diversas plantas e flora nativa. Sempre ajuda começar com um delicioso mel”.

Era de hidromel. Uma garrafa e um copo de Solstice Metheglin, no Tugwell Creek Honey Farm e Meadery. Fotos de Don Denton.

Uma garrafa e um copo de Solstice Metheglin, no Tugwell Creek Honey Farm e Meadery. Fotos de Don Denton.

Os excelentes restaurantes tomaram nota do “burburinho”, e vários dos pontos turísticos favoritos da BC – incluindo Victoria BeLove, Sooke’s Harbour House e o elegante Sparkling Hill Resort de Okanagan – agora incluem hidromel em seus menus.

“Nossos hóspedes estão intrigados para experimentar o hidromel e agradavelmente surpresos com a sofisticação que oferece”, observa Jess Howard, sommelier da Sooke Harbour House.

E parece que os clientes sofisticados não são os únicos a conhecer o sabor delicioso da bebida – de acordo com a filial de distribuição de bebidas do BC, houve um aumento significativo no volume de hidromel vendido nas lojas de bebidas desde 2014.

Para sua saúde

Existem algumas razões convincentes para experimentar a bebida. Os cientistas descobriram que o mel, o principal ingrediente do hidromel, é carregado com compostos que oferecem alguns benefícios surpreendentes para a saúde. Por exemplo, pesquisas recentes mostraram que a crisina, um flavonóide encontrado em abundância no mel, tem a capacidade de inibir a proliferação de (e induzir apoptose ou “morte celular”) em células cancerígenas. A crisina também mostrou suprimir a neuroinflamação, o que sugere que ela pode ser um agente protetor para um grupo de doenças neurodegenerativas causadas por inflamação.

A borda terapêutica de mel não termina aí. Pesquisadores também descobriram que o consumo de mel natural reduz os fatores de risco cardiovascular, particularmente em indivíduos que já têm um risco elevado de doença cardiovascular.

E para aqueles que sofrem de enxaqueca induzida por vinho de uva, o hidromel pode ser a alternativa perfeita. Muitos especialistas acreditam que é uma substância na pele da uva que causa enxaqueca em indivíduos sensíveis. Uma ressalva existe, no entanto: hidromel é uma bebida alcoólica, portanto, o consumo moderado é fundamental.

Hidromel bom também para o mundo

Hidromel não é bom apenas para você – é bom para o planeta também. Sua produção não exige o cultivo de nenhuma terra, minimizando seu impacto ambiental. Além disso, ao beber hidromel, você apoia as abelhas e os apicultores que estão corajosamente tentando manter viva uma população ameaçada de abelhas.

“Cada garrafa de hidromel que vendemos apoia as abelhas”, observa Vanderschee.

Por que a sobrevivência das abelhas é tão importante?

Porque “precisamos desesperadamente de abelhas para sustentar nossa agricultura”, explica Bob Liptrott, co-proprietário da Tugwell Creek Honey Farm and Meadery, premiada pela Sooke. “Um terço de todos os alimentos que consumimos requer polinização por abelhas.”

Era de hidromel. Lia Crowe desfruta de uma taça de Melomel, na Tugwell Creek Honey Farm e Meadery.

Lia Crowe desfruta de uma taça de Melomel, na Tugwell Creek Honey Farm e Meadery. Fotografia de Don Denton

Harmonizações Culinárias

Por que hidromel tem sido em torno de tanto tempo abraçado por tantas culturas? Porque existem muitos tipos diferentes de hidromeis e métodos de produção. Pode ser doce ou seco, espumante ou ainda, frutado ou picante – ou não. Um hidromel básico feito de mel, água e fermento é chamado de “tradicional”. Uma vez que o criador de um hidromel começa a adicionar outros componentes, como frutas ou ervas, ele adquire um nome de personagem e variedade diferente.

Em todo o mundo, há tantas variedades de hidromel que é impossível fazer sugestões específicas sobre a harmonização dessa bebida com alimentos. O tipo de mel usado para fazer o hidromel afetará o sabor e o aroma. Um hidromel tradicional feito com mel de trigo sarraceno terá um sabor completamente diferente de um feito com um mel mais suave, como por exemplo, o de flor de laranjeira ou o trevo.

Dicas para uma boa harmonização

Uma boa regra é perguntar ao criador de hidromel – que sabe as características de seu produto – suas sugestões de harmonização. Assim, é possível criar o casamento perfeito da culinária. Em geral, os hidromeis doces combinam lindamente com sobremesas e queijos. Os suaves melhoram saladas, frutos do mar e culinária asiática. Os mais saudáveis, como Pyment ou Metheglin, casam bem com pratos étnicos, ensopados e carnes.

Naturalmente, o hidromel, assim como o vinho, não é apenas para beber. Cozinhar com a bebida fornece sabores atraentes para pratos doces e salgados.

“Adoramos cozinhar com hidromel e nosso site está repleto de receitas que incorporam hidromel”, diz Vanderschee. “Nosso Mabon Mead, que ganhou um prêmio no recente Campeonato Mundial de Vinho, é incrível para cozinhar o peru!”

O chef Thomas Yesdresyski, da Sooke Harbour House, também descreve o hidromel como: “Uma excelente musa culinária”. Ele e sua equipe o usam de várias maneiras.

Por que não encher sua cozinha com o aroma maravilhoso do hidromel e salvar uma abelha incorporando o hidromel ao seu repertório culinário?

Autor: Pamela Durkin

Tradução: Alexandre A. Peligrini


Fonte: https://www.vicnews.com/life/mead-for-the-ages/

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *