Hidromel, sua nova bebida favorita. Sério!

Hidromel, sua nova bebida favorita. Sério!

Hidromel, a sua nova bebida favorita: Whiskey, Check, Vodka, e claro, cerveja! Bebida populares e disponíveis em todos os lugares. Mas quando se trata de se aventurar na subcultura do álcool, podemos citar a bebida dos tempos passados (e, esperançosamente dos tempos presentes!) – O hidromel.

O que é este néctar dourado?

Hidromel é uma como uma garota típica. É tipicamente loira na coloração, tem um núcleo doce e pode ser astuciosamente seco e não precisa de muito barulho para brilhar. Consiste apenas em água, mel e fermento. Todos os três são cuidadosamente fermentados e frequentemente envelhecidos. Às vezes, ela vem com um sabor extra. Pronto para novas palavras divertidas ?! Cysers são hidromel com maçãs adicionadas. Os Pyments são hidromeis com uvas. Melomeis são hidromel com praticamente qualquer outra fruta além de maçãs ou uvas. Melomel significa “mel do mel” e, nos verdadeiros melomeis, a fruta fermenta ao lado do mel. E você pensando que tudo o que havia para hidromel era apenas mel e doce!

É apenas doce?

Então, e a percepção doce e pegajosa? Bem – odiamos ser francos, mas está simplesmente errada. Sim, existem hidromeis doces e licorosos por aí. E honestamente, há um tempo e um lugar para eles. Mas com o boom do hidromel artesanal, a variedade de seco a doce é vasta. Além do nível de doçura, o hidromel também pode variar de um nível alcoólico de 3% a 20%. Pode ser gaseificado ou completamente calmo. Pode ser rico e viscoso ou leve e refrescante. Você tem um verdadeiro cubo de rubiks de permutações de hidromel para provar e experimentar!

Uma breve história do hidromel

Hidromel foi a bebida preferida por grande parte do mundo antigo. Antigos como nos tempos dos assentamentos na África, Europa, Ásia e além. Muitas vezes, era a bebida de reis e rainhas. E se foi bom o suficiente para eles, é muito bom o suficiente para você! A dinastia Shang da China, que remonta a 1600 a.C., é a dinastia mais antiga que deu provas arqueológicas de sua existência. Então, quando se mudaram para a África, as mulheres foram as principais produtoras de hidromel há cerca de 20.000 anos (obrigado, senhoras). Embora os membros masculinos mais velhos de uma tribo tenham escolhido quem bebia e quanto. A mitologia nórdica sustenta que “O hidromel da poesia” era uma bebida que daria a você incontáveis ​​poderes para recitar e obter informações como um estudioso. Quão rico!

Um estilo para cada estação

Como você pode ver, o hidromel tem tons românticos e clássicos que são inegáveis, tornando-o tão atraente quanto é agora. Da mesma forma, os hidromeis do passado antigo variavam em sabor. Durante os meses frios do inverno e em climas mais setentrionais, eles tendiam a ser mais viscosos, doces … perfeitos para aquecer e manter você aquecido. Mas à medida que a primavera e o verão passavam, ou quando você se movia para o sul, o hidromel era frequentemente mais seco, mais leve e mais refrescante.

Falsas percepções

Então, por que todos temos a percepção de que ela é apenas doce? Bem, parte disso simplesmente tem a ver com o que os primeiros fabricantes aqui nos EUA gostaram pessoalmente. Outra peça do quebra-cabeça é que uma bebida alcoólica super-doce foi bastante diferenciada de outras bebidas alcoólicas existentes. Por fim, algumas das culturas alimentares que exibiam proeminentemente bebidas semelhantes a hidromel (Tej da Etiópia, por exemplo) e ajudaram a torná-lo popular tendendo para o lado mais doce. Mas a revolução do hidromel artesanal está aqui e estamos de volta a sabores e estilos variados para praticamente todos os paladares!

Produzindo hidromel

Produzir hidromel é relativamente simples… o que provavelmente faz parte do motivo pelo qual ele sempre existiu! Para iniciantes, a lista de ingredientes geralmente é curta: mel, água e fermento. Para ser definido como hidromel, pelo menos 51% dos açúcares fermentáveis ​​devem provir do mel. Semelhante à maioria dos álcoois, a fermentação é uma parte essencial do processo e o envelhecimento pode influenciar bastante o resultado final. Embora fazer hidromel seja simples, como qualquer outra fábrica de álcool artesanal, ele tem seu próprio estilo e tática artística. Isso resulta em produtos finais muito diferentes. Decisões como a quantidade de água para cortar o mel, qual porcentagem de mel usar como açúcares fermentáveis, que cepas de levedura usar, abordagens de envelhecimento, carbonatação e quais frutas incluir (se houver) são críticas na determinação do hidromel escolhido.

Tamanho e escala

A maioria das hidromelarias que você encontra é pequena, usando tanques de 50 galões, mas os tanques podem ser muito maiores, dependendo da ambição e abordagem do produtor. Por exemplo, nossos amigos do The Meadery San Francisco usam tanques de 500 galões. Além disso, outra técnica relativamente rara é observada em seu Cyser. A maioria das hidromelarias produz hidromel tradicional (uma mistura de mel e água) e adiciona suco de maçã além da água. A Hidromelaria San Francisco, no entanto, produz seu Cyser, substituindo totalmente a água pelo suco de maçã. Eles empregam 80% de maçã e 20% de mel. Isso proporciona um corpo suave e um aroma de maçã poderosamente acolhedor. A hidromelaria também se concentra, quase inteiramente, em estilos de hidromel mais secos.

O Movimento Artesanal

Além do produtor que já mencionamos, são abundantes as vitórias artesanais no mundo dos hidromel. A Heidrun Meadery, na Estação Point Reyes, na Califórnia, produz espumantes e freqüentemente traz mel de partes únicas do mundo que expressam certas notas de sabor. Tais como o Hawaiian Macadamia Nut Blossom Mead ou o Arizona Desert Mesquite Mead.

Na costa leste, há o Maine Mead Works, que faz hidromel ressaltando o melhor de seus produtos locais do Maine, do mel ao cranberry e ao lúpulo. Há tradições sendo restauradas à categoria, juntamente com a inovação de olho no futuro.

Descobrindo suas próprias hidromelarias locais (agora existem mais de 600 nos EUA!) e começando a aprender quais estilos você prefere, isso proporcionará uma experiência totalmente nova e significativa. Você já tem algum hidromel favorito? Ou você ainda está cético?

Autor: Suzanne Henricksen

Tradução: Alexandre A. Peligrini

Fonte: https://thecraftycask.com/craft-mead/mead101

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *