Preocupado com o futuro, esperançoso em recuperar o que foi perdido

Preocupado com o futuro, esperançoso em recuperar o que foi perdido

Preocupado com o futuro, esperançoso em recuperar o que foi perdido: Em 16 de março, quando o estado fechou todos os restaurantes e bares, o proprietário da Moonlight Meadery, Michael Fairbrother, recebeu uma série de telefonemas emocionantes; cada um de seus 30 distribuidores ligou dizendo que qualquer pedido de compra aberto e futuro seria colocado em espera.

Alguns disseram que não seriam capazes de pagar suas faturas pendentes.

Na época, Fairbrother procurava uma propriedade agrícola para comprar como parte de um esforço para deixar a propriedade industrial que atualmente aluga, para construir e se mudar para uma instalação permanente. Quando ele percebeu que todas as suas fontes de receita nacional e internacional haviam desaparecido em um momento, Fairbrother passou de um investimento de até US $ 2 milhões em propriedades e construções agrícolas para demissão de seus oito funcionários.

Queda abrupta no faturamento

Na segunda-feira (4 de maio), ele estava enlatando 625 caixas de sidra para distribuição nacional. Enquanto ele ainda é capaz de vender seu produto em New Hampshire, através das lojas de bebidas e mercearias da região ou on-line, essa quantidade de sidra seria mais do que um suprimento de seis meses apenas para o estado – Fairbrother diz que geralmente vende cerca de 100 caixas de produto em New Hampshire todos os meses.

Fairbrother diz que ainda tem 140 caixas de Razz What She Said (6,5%), um hidromel de framboesa que estava pronto para ser enviado antes dos cancelamentos. Agora eles não têm para onde ir, pois os distribuidores locais ainda estão vendendo seus estoques existentes.

Antes das paralisações, Fairbrother calcula que ele estava faturando cerca de US $ 125.000 em vendas mensais. Agora, é de cerca de US $ 10.000.

Despesas continuam girando

“Mas o aluguel e os serviços públicos praticamente comem os US $ 10.000”, disse ele.

Menos de um quarto dos negócios, até US $ 15.000, normalmente vem da sala de degustação e dos passeios.

“Pelo lado positivo, vimos nosso melhor mês de vendas on-line”, disse Fairbrother, referindo-se a abril.

Entre meados de março e meados de abril, Fairbrother foi o único a trabalhar na empresa, tentando descobrir um plano alternativo.

Uma ideia, pelo menos para se manter ocupado, era organizar reuniões do Zoom com clubes homebrew de todo o país e passar uma hora conversando sobre como fazer hidromel. Fairbrother realizou seu primeiro com um clube de cervejas caseiras em Gainsville, Flórida, em 22 de abril, e ele reservou mais 10.

Tentado manter o movimento

Em alguns casos, isso pode lhe trazer alguns negócios. Fairbrother estimou que ele arrecadou cerca de US $ 500 em vendas on-line desde o primeiro evento, mas alguns dos clubes de homebrew que ele reservou estão localizados em partes do país que ainda não conseguem adquirir seu produto.

Preocupado com o futuro, esperançoso em recuperar o que foi perdido: Equipe da Moonlight na fábrica

Michael Fairbrother, fundador da Moonlight Meadery, suspendeu seu sonho de um novo local, mas pelo menos ele pode contratar de volta sua equipe graças a um empréstimo do EIDL e ao Programa de PPP da SBA.

Assim que os restaurantes foram fechados e os distribuidores pararam de comprar, a Fairbrother solicitou o EIDL (Economic Injury Disaster Loan) e o Payroll Protection Program (PPP) por meio do programa de assistência da Small Business Administration.

Até agora, ele recebeu um adiantamento de US $ 8.000 para o EIDL e US $ 73.400 em fundos de PPP, que ele está usando para pagar aluguel e serviços públicos, além de recontratar seis de seus oito funcionários.

Fairbrother disse que lhes ofereceu salários maiores para incentivar seu retorno, porque eles estavam ganhando mais dinheiro com subsídios de desemprego criados pelo governo.

Empréstimos e dívidas de longo prazo

Esse programa dura oito semanas e ele precisa contratar o mesmo número de funcionários que tinha antes, se não quiser devolver o dinheiro na forma de um empréstimo.

Fairbrother diz que ainda não recebeu uma resposta sobre o empréstimo do EIDL, o quanto ele se qualificará e quando o dinheiro será desembolsado.

Enquanto isso, eles estão tentando engarrafar o máximo possível de produtos para ter um estoque pronto para vender após o fim das oito semanas de suporte vital.

Fairbrother disse que seu modelo de negócios acompanhou o boom da cerveja artesanal para chegar onde está agora, mas ele o descreve como um “nicho dentro de um nicho” que vende um item “de luxo” com um preço relativamente alto.

“Embora tenhamos uma base de fãs muito boa, não sei como usar essa base para nos ajudar a permanecer à tona”, disse ele.

Apoio da comunidade

Até agora, ele recebeu forte apoio em New Hampshire, de lojas de cerveja locais e redes de supermercados. Embora ele esteja animado com o apoio, ele disse que está muito preocupado com o que acontecerá em oito semanas. A empresa está lutando para comprar suprimentos básicos, como garrafas, rolhas e mel.

“Basicamente, tivemos que maximizar nossos cartões de crédito e linha de crédito para manter onde estamos agora”, disse Fairbrother.

Ele disse que seu banco local, o Banco Primário, foi “extraordinariamente bom” para eles e concedeu um período de carência de seis meses, o que ele disse ter sido realmente a chave para manter as luzes acesas.

E ele conseguiu pagar todos os seus fornecedores até agora.

Autor: Ryan Lessard

Tradução: Alexandre A. Peligrini

Fonte: https://manchesterinklink.com/brew-news-spotlight-on-moonlight-meadery-worried-for-the-future-hopeful-to-recover-whats-been-lost/?fbclid=IwAR2lpSGNTFORC3l2KX3gjNYnpF5R7-ViJIs62_EVSjO2HEVrv9ziL0kpnag

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *